Amigos do Crivella

Isenção de taxa de inscrição em concursos para desempregados

1 comentário

Rio –  Emenda constitucional em tramitação no Senado garantirá definitivamente a isenção do pagamento da taxa de inscrição em concursos públicos para desempregados e trabalhadores que ganham até dois salários mínimos (R$ 1.244). A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 19/08 deverá entrar, em breve, na pauta de votação do plenário. Autor da PEC, senador Paulo Paim (PT-RS) argumenta que as taxas cobradas pelas bancas organizadoras afastam as pessoas de menor condição financeira nas seleções públicas, sendo que nem todas garantem isenção para pessoas com menos recursos. Para o petista, a isenção das taxas na hora da inscrição corrigiria essa situação. A PEC 19/08 altera o inciso II-A do Artigo 37 da Constituição.

A iniciativa é semelhante a outras propostas em tramitação. Em maio de 2010, por exemplo, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do próprio Senado aprovou o PLS 76/04, do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que também isenta desempregados de taxa de inscrição em concursos, só que por meio de modificação na Lei 8.112/90, que instituiu o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União). Quando for aprovada, a proposta valerá apenas para as seleções federais. Aprovado, o projeto está na Câmara.

Outra iniciativa que beneficia desempregados começou a tramitar em julho do ano passado. O PLS 392/11 permite a isenção do pagamento das taxas de inscrição em concursos os candidatos com deficiência. O autor da proposição, que tramita na CCJ, é o senador Eduardo Amorim (PSC-SE).

Três quintos de votos

Para ser aprovada, uma PEC precisa ser discutida e votada no Senado e na Câmara em dois turnos. São necessários três quintos dos votos dos de cada plenário para que possa passar a valer: 308 votos favoráveis de deputados federais e 49 senadores para aprovar a medida, que ainda terá que passar pela sanção da presidenta Dilma.

Valor limitado

Outro projeto que trata da taxa de inscrição dos concursos públicos é PLS 74/10, de autoria do ex-senador Marconi Perillo. O autor propõe que a taxa de cadastro não poderá ser maior do que 1% do valor da remuneração inicial prevista no edital para o cargo objeto do concurso. Com isso, evitará taxas proibitivas para alguns candidatos.

Fonte : O Dia Online

Anúncios

Um pensamento sobre “Isenção de taxa de inscrição em concursos para desempregados

  1. preciso de uma orientação nas ultimas chuvas caiu um morro ao lado de minha casa tive que abandona a preifeitura não quer tirar o barranco o que faço,peço ajuda para o cimento social

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s