Amigos do Crivella

MEU AMIGO CRIVELLA

Deixe um comentário

Foto de Kenedy Brayan (ASCOM/MPA).

Foto de Kenedy Brayan (ASCOM/MPA).

Meu Amigo Marcelo Crivella cumpriu a promessa feita a mim, no dia de sua posse. “O seu prefeito será o primeiro a ser recebido pelo ministro…”. E foi!

Quando cheguei ao gabinete em Brasília, acompanhando o prefeito de Pindamonhangaba, João Ribeiro, Crivella estava lá com a esposa.

Foram muito carinhosos conosco. Ele, generoso com o tempo de atenção. Havia fila na antessala, e, em momento algum o ministro olhou para o relógio.

O Novo Ministro da Pesca e Aquicultura é mesmo surpreendente. Dias atrás havia declarado que precisaria aprender a pescar. E, no entanto, ao nos receber, já dominava o assunto. Sem nenhum assessor a tiracolo, soube detalhar todos os convênios e parcerias que poderia oferecer para revitalizar a pesca na cidade, que teve na atividade, sua origem e maior riqueza na época dos índios: Pinda (anzol), Monhangaba (fabricação)…

João Ribeiro voltou de lá impressionado com a fidalguia do ministro, inclusive com a possibilidade de solucionar questões para várias iniciativas desenvolvidas de maneira empírica na municipalidade, onde inúmeros ‘pesqueiros’ enfrentam dificuldades ambientais para regularização, além de receios e apreensões quanto à futura legislação. O Ministro acenou inclusive com a possibilidade de investimento no projeto voltado para a cultura de alevinos e ovas, no Polo Regional de Desenvolvimento Tecnológico do Vale do Paraíba, que é do Estado, bem como em estabelecer gestões para flexibilizar a atuação da CETESB, que tem dificultado muito a regularização da atividade.

Marcelo Crivella ouviu atentamente o prefeito João Ribeiro, enquanto defendeu a posição de piscicultores, que enfrentam dificuldade na obtenção e liquidação de financiamentos nas linhas oficiais de crédito, porque o prazo para produção e liberação da safra às vezes excede a 16 meses, ao passo que o Banco do Brasil exige a quitação em 12, o que o ministro ficou de ponderar com a direção do banco.

Foi um prazer rever Crivella, e confirmar sua capacidade de enfrentar desafios. Pra quem disse ontem, que precisava aprender a pescar, o Homem que já fez o milagre de colher safras no clima desértico de “Nova Canaã”, em Irecê, no semiárido baiano, já dá prova do que poderá fazer no mar, rios e lagoas.

Conheci Nova Canaã com o olho clínico voltado para descobrir alguma irregularidade, a soldo da imprensa “platinada” e preconceituosa para a qual trabalhava à época. Nada estava errado! Dentro ou fora da fazenda. Só elogios da gente humilde que morando ali, não era obrigada a se converter para poder participar daquele “kibutz”, montado de forma pioneira no Nordeste brasileiro. Se deixarem Marcelo Crivella trabalhar, jogando fora a fofoca e a politicagem, não tenho dúvida do sucesso que terá a frente da pasta.

 

José Carlos Cataldi é jornalista, radialista e advogado. Foi fundador da CBN. Atuou nas Empresas Globo, Radiobrás (Presidência da República); TV Rio/Record; Redes Manchete e Brasil de Televisão; foi 4 vezes Conselheiro Federal e Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB.

E-mail: josecarloscataldi@bol.com.br 

Blog: http://pensandovoce.blogspot.com

Fonte: SJC Diário

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s