Amigos do Crivella

Candidatura de Crivella liberada

Deixe um comentário

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Folha Online – Dora Paula Paes
Foto: arquivo

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro segue com os julgamentos de pedidos de registros de candidaturas. Nessa sexta-feira (1º) a Corte realizou sessão extraordinária, com mais 153 julgamentos. Ao todo, 1.015 pedidos de registro foram julgados nesta semana, com 39 indeferimentos. Todas as candidaturas deverão ser julgadas até a próxima terça-feira (5), fim do prazo definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na quinta-feira, foi julgado o pedido de candidatura de Marcelo Crivella (PRB), ao governo do Estado, foi deferido. De acordo com o site do TSE, 1.987 pedidos de candidatura foram feitos ao TRE para deputado estadual e 1.068 para deputado federal pelo Rio.

O deputado estadual Nilton Wilson Salomão (PT) teve a candidatura liberada na sessão de sexta. Candidato à reeleição, ele foi barrado na última segunda-feira por não esclarecer uma condenação colegiada em 2ª instância, sendo enquadrado na Lei da Ficha Limpa. No julgamento do recurso do deputado, o relator do processo, desembargador Abel Gomes disse que a certidão juntada “sanava a obscuridade” e comprovava que o processo foi por “direito de resposta”. A candidatura dele foi aprovada por unanimidade. Mais oito candidaturas foram indeferidas no plenário.

PRE — A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE-RJ) solicitou ao TRE a impugnação de 35 candidaturas. A lista conta com a ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PT), o ex-prefeito de Campos, Arnaldo Vianna (PDT), o ex-prefeito de Macaé, Riverton Mussi (PMDB), e Marquinhos Mendes (PMDB), ex-prefeito de Cabo Frio. Os advogados dos candidatos garantem que as campanhas continuam e confiam na liberação dos registros.

A PRE também propôs ao TRE uma ação de investigação judicial eleitoral (AIJE) por abuso de poder econômico e pediu tanto a inelegibilidade quanto a cassação do registro do deputado federal Anthony Garotinho (PR), candidato ao governo do estado. Para o jurídico de Garotinho a ação é “temerária e de má fé”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s