Amigos do Crivella


Deixe um comentário

Pesca: a ausência de Crivella

João Lyra Neto – Jornalista do Tribuna do Norte

Não se pode deixar de falar do ex-ministro Marcelo Crivella, pelo que fez em favor da pesca no Nordeste. Foi um Ministro da melhor qualidade, apoiando na solução do seu trabalho, pela presidente Dilma. A pesca é uma atividade da maior importância para o Nordeste. É feita com dificuldade pelos que a ela se dedicam. Ela muito representa não só para a população de baixa renda como para as classes média e alta.

A pesca da tilapia representa um tipo de pescado aprovado pela população de Natal e Recife. O Salmão e o Atum figuram como elementos principais na linha de exportação. São dois peixes de grande aceitação. A região sul se apresenta em primeiro luar com essa atividade. Os recursos para assistência a pesca, são melhor obtidos. E a ação dos bancos o maior suporte.

O Nordeste, na gestão do ex- ministro Marcelo Crivella, sempre mereceu atenção na solução dos problemas. Para agilizar a situação o ex-ministro veio à Natal empenado em resolver os problemas mais complexos. Sacrificado pela ação impiedosa da seca, o Rio Grande do Norte, precisava desenvolver essa atividade. O Terminal Pesqueiro é de muita importância para Natal. Os empresários devem pensar no que isso representa.

No Rio Grande do Norte existe uma importante e enorme área para a cultura do camarão, gerando bons resultados para seus criadores. Embora sendo uma atividade diferente da pesca, ela merece a atenção dos que exploram o seu comércio. Afirma uma articuladora da rede de pesca que, nas ressalvas sobre a sustentabilidade desse programa.

A preocupação principal é a ordenação das áreas. O Ministério da Pesca tem agido no sentido de ajudas as atividades de pequeno porte. Atividade, pela importância que ela tem que merece atenção nessa luta em prol da pesca.

Na gestão operosa da Governadora Wilma de Faria, havia o interesse em colocar a ação do Estado em favor do Terminal Pesqueiro e exigir trabalho em favor da pesca. Salientam os estudiosos que é uma vergonha o Brasil ter pouco mais de um milhão de toneladas de pescado por ao quando o Peru tem uma produção de mais de nove milhões de toneladas desse produto. Isso, foi uma das preocupações do ex-ministro Crivella, especialmente no Nordeste, onde as condições são incompatíveis com o Sul.

Quanto a recursos, o Governo Federal definiu uma pronta-ajuda ao pescador chamado “Plano Safra”. Isso deu oportunidade de melhorar à atividade. O Nordeste mereceu, com a decisão do Governo, ter maior condição de pesca. A ação do ex–ministro Marcelo Crivella foi importante para a conquista do “Plano Safra”, linha de empréstimo ao pescador.


Deixe um comentário

MARCELO CRIVELLA – 25 ANOS DE CARREIRA

25

Marcelo Crivella, nesta quinta-feira dia 27/11, ás 7h da noite, fará show de comemoração dos seus 25 anos de carreira e lançamento do CD duplo com os seus maiores sucessos, na Via Show, em São João de Meriti/RJ. Só poderá entrar doando um alimento não-perecível de 1kg. O evento contará com participações de Isis Regina, Bispo Marcello Brayner (Força Jovem Universal), Banda Altos Louvores e Ministério Sarando a Terra Ferida. NÃO PERCA!!!

MARCELO CRIVELLA – 25 ANOS DE CARREIRA
Local: Via Show – São João de Meriti /Rio de Janeiro
Horário: 19h (7h da noite)
Entrada: 1kg de alimento não-perecível
Participações Especiais: Bispo Marcello Brayner (Força Jovem Universal), Isis Regina, Banda Altos Louvores e Ministério Sarando a Terra Ferida.

Informações
21 2453 1756
21 2454 9431


Deixe um comentário

Entrevista com o senador Crivella: “Senado aprova projeto que aumenta vigilância contra maus-tratos a menores”

Situações em que crianças estejam com os dentes maltratados, roupas sujas, fome constante, machucados não tratados, ou que demonstrem algum tipo de precocidade, podem ser motivo para que outras pessoas responsáveis por cuidá-las façam uma denúncia aos conselhos tutelares. Assim, professores, pedagogos, orientadores religiosos, técnicos desportivos, professores de idiomas, entre outros, deverão estar atentos para identificar indícios de maus-tratos e de abuso físico, psicológico ou até sexual. Isto é o que define projeto (PLS 417/2007) do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), aprovado na noite de terça-feira (4) pelo Plenário do Senado. Em entrevista concedida à Rádio Senado, o senador Crivella esclareceu que a proposta prevê que essas pessoas sejam treinadas para identificar os sinais de maus-tratos e para reportá-los com rapidez aos órgãos do estado. Crivella disse que o projeto vai agora à sanção e ainda vai passar por regulamentação.


Deixe um comentário

Eduardo Lopes comenta que Crivella é um candidato natural à prefeitura do Rio de Janeiro

Conversamos ontem (03) com o presidente regional do PRB do Rio de Janeiro, ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes, sobre o desempenho da sigla fluminense nas eleições de 2014. O partido comemora não apenas a vitória de dois deputados federais e dois estaduais, como também o número expressivo de votos conquistados na legenda. Ainda, o presidente revela a experiência de ter participado da disputa eleitoral mais acirrada e difícil do Brasil. “Nossos rivais usaram dos expedientes mais vis que se pode imaginar”, declara Eduardo Lopes. Na conversa, e já com o olho em 2016, Lopes comenta com exclusividade para a Agência PRB Nacional que Marcelo Crivella poderá ser o possível candidato para disputar a Prefeitura da cidade. Acompanhe a entrevista na íntegra.
ENTREVISTA
Portal PRB – Como a presidência regional do PRB do Rio de Janeiro avalia o desempenho do partido nas eleições? 
EL – Avalio como um desempenho positivo, nós elegemos dois deputados estaduais e dois deputados federais: Rosangela Gomes e Roberto Sales para a Câmara Federal e Tia Ju e Carlos Macedo para a Assembleia Legislativa. Também avalio positivamente os votos que o partido conquistou, a legenda que o partido conseguiu montar e os votos que o partido teve tanto para federal, quanto para estadual. Nós conseguimos montar uma chapa boa, com votações expressivas.
Portal PRB – Chegamos ao 2º turno para Governador com pouco recurso financeiro e sem o apoio de nenhum partido. Como trabalhar neste cenário?
EL- O destaque para irmos ao 2º turno, sem nenhum recurso e sem nenhuma  aliança com partidos, foi o candidato Marcelo Crivella. Ele é uma pessoa reconhecida na cidade, uma pessoa muito respeitada. Como se diz no popular, Crivella é uma pessoa leve! Então, eu creio que para trabalhar neste cenário foi a soma de um forte trabalho. A militância também ajudou bastante, pois era uma pessoa falando pra outra sobre o nosso candidato.
Portal PRB – O próprio TSE afirmou que o Rio de Janeiro foi a região que mais teve complicações neste pleito. Como foi a experiência? O sr. acredita que isto prejudicou Marcelo Crivella?
EL – A eleição aqui no Rio de Janeiro foi pesada! Dados do TSE apontam que foi o pleito mais complicado de todo o Brasil. Por ser uma disputa muito acirrada, com  dois candidatos fortes, cada um usou suas armas dentro de sua própria estratégia política . Porém, o rival optou utilizar calúnias e mentiras. Nossos adversários tentaram associar a imagem de Marcelo Crivella à Igreja Universal, por exemplo. Para se ter uma ideia, algumas igrejas foram lacradas na véspera da eleição e no dia da eleição! Ou seja, uma coisa que nunca se havia visto no Brasil! Mas, quanto a isto, a Corregedoria e o CNJ irá apurar os casos para saber se houve abuso e desmandos por parte do TRE-RJ.  Ou seja, os nossos rivais usaram dos expedientes mais vis que se pode imaginar por causa do peso do nosso candidato Marcelo Crivella. Realmente foi uma eleição muito pesada, era uma eleição muito disputada.
Portal PRB – Existem processos contra Pezão. O que o PRB-RJ pretende fazer ou já fez quanto a isso? 
 
EL- Então, nós tivemos vários problemas aqui nas eleições com o adversário.  Mas, destaco que, já no 1º turno, o próprio Ministério Público e a Procuradoria Eleitoral apresentou contra o Pezão processos de impugnação de candidatura, cancelamento do registro e, agora, a cassação do mandato. Então, são muitos processos que ele vai ter que responder. Desses processos, alguns são de representação do PRB-RJ. Temos várias representações contra o Pezão por propaganda irregular, uso indevido da internet e do telemarketing, por exemplo. Nós acompanharemos de perto não só  a questão dos processos que já existiam, mas também, dos processos que o PRB moveu contra o PMDB e contra a candidatura do Pezão. O PRB estará acompanhando processo por processo porque, sem dúvidas, ele terá que responder a todos.
Portal PRB –  E quais são os rumos que o sr. destacaria para o PRB-RJ?
EL- Fiz uma reunião hoje mesmo (a entrevista aconteceu na segunda-feira, dia 03) com todos os deputados eleitos, com coordenadores da campanha doPRB, com alguns presidentes municipais, enfim, quem participou da coordenação de campanha do partido. O objetivo já é estar de olho para 2016! Teremos uma reunião da Executiva  Nacional nos próximos dias, creio que no final de novembro, para definir qual direção devemos seguir.
Portal PRB – Já que o sr. está de olho para 2016, o que se pode antecipar como meta do PRB-RJ?
EL – Então, já pensamos em lançar o maior número de candidatos a prefeitos nos municípios do Estado. Creio que a meta mínima para 2016 é eleger vereadores em todas as cidades do Rio de Janeiro e lançar o maior número de prefeitos. Tudo isso, claro, desde que se tenha viabilidade política.
Portal PRB – E o Marcelo Crivella está nos planos para 2016?
EL- Eu creio que com a votação que ele teve, inclusive na capital do Rio, ele esteja cacifado para disputar a Prefeitura da cidade. Ele já é um pré-candidato natural, pois ele já mostrou muita força no Legislativo e, eu creio, que chegou a hora de dar uma oportunidade para ele mostrar a sua força e sua capacidade também no Poder Executivo. Com esses 3,5 milhões de votos conquistados, eu creio que seja uma candidatura natural.
Portal PRB – E sobre a bancada feminina? Foi o esperado? O PRB-RJ saiu fortalecido com a vitória de duas mulheres, a Rosangela Gomes para a Câmara Federal, e a Tia Ju para a Assembleia Legislativa…
EL- O projeto foi exatamente esse sim, ampliar a bancada feminina. Nós queríamos mulheres representando mulheres no PRB! E, no Rio de Janeiro, conseguimos a vitória das duas! Em várias reuniões que eu fiz, inclusive na montagem da própria nominata, eu sempre dizia às mulheres que, no PRB, nós queremos mulheres que venham competir. Eu não gosto daquela figura, que infelizmente existe por aí, que é a da “mulher laranja” – aquela  que entra apenas para preencher a cota de gênero, mas não participa de uma disputa verdadeira. No PRB, queremos as mulheres disputando. Enfim, para nós a vitória das mulheres nas urnas é um orgulho! No PRB nós queremos cada vez mais mulheres que disputem de igual para igual e se elegendo, pois a representatividade delas na política precisa aumentar. E, isso é saudável para a própria democracia, já que elas formam o maior eleitorado do País.
Portal PRB – E qual mensagem o sr. deixa para os republicanos e eleitores que tem confiado no PRB?
EL – Logo após as eleições, num sábado pela manhã, eu reuni todos os candidatos, presidentes municipais, toda a equipe, todos que participaram da campanha. O comparecimento foi em massa! Ou seja, mostra o quanto eles estão comprometidos com o PRB. Na reunião eu pude agradecer por cada voto que cada um contribuiu na legenda. Não é fácil ganhar um voto. Ganhar um voto é você ganhar a mente e o coração da pessoa, então não é fácil! Quero agradecer a todos que disputaram as eleições. Agora, agradeço também a todos os que votaram no PRB. Agradeço a cada eleitor que votou no 10. A todos que creram e creem no PRB. Continuem firmes crendo porque nós temos o objetivo de crescer e de representar o povo brasileiro e o povo do Rio de Janeiro. Digo mais: Cabeça erguida! Saímos politicamemte vitoriosos das eleições de 2014. Então, vamos caminhar em frente, rumo a 2016!
Por Jamile Reis – Agência PRB Nacional 
Fotos: Kenedy Brayan